Marketing Digital

7 pecados capitais das landing pages: O que você não deve fazer

  • Por: Fernanda Calixto
  • - Postado em 22 de novembro de 2016

Atualmente, a maioria dos clientes e consumidores estão online e claro, a presença da sua empresa torna-se essencial também. Porém, aí que muitos empreendedores erram, pois acreditam que para obter resultados é só “estar lá” ou “ter um site que funcione como cartão de visitas”.

Existe a necessidade de um cuidado maior com as páginas, como uma ter boa UX, um SEO aplicado corretamente e por fim, a CRO – Otimização da taxa de conversão, que é o que vamos abordar hoje.

Esses são os 7 pecados mais cometidos e dicas do que você não deve fazer:

1. Call to action não está claro

1

Os CTAs servem para orientar o usuário a fazer a ação que nós desejamos, quando o CTA (call to action) não está claro, o usuário fica perdido no site. Por isso, é importante escolher uma cor que só você só usará para o call to action, que dê contraste, e que a mensagem seja clara e objetiva.

2. Muitas opções

7

Aqui, mais uma vez, o usuário está perdido dentro do seu site. Existem pesquisas que comprovam que se o usuário tem muitas opções, fica com dificuldade para escolher, então seja claro e objetivo.

3. Pedir muitas informações

4

Quando o formulário solicita muitas informações para cadastro, o número de desistência sempre é alto, mas lembre-se, o site deve ser projetado pensando no usuário, há casos onde isso pode não se aplicar. Mas o indicado sempre é pedir inicialmente apenas nome e e-mail, quanto menor for o formulário, menor o índice de desistência.

4. Muito texto

5

Textos muito longos e usados demasiadamente causam cansaço no visitante do site. É indicado possuir textos de descrição, em todas as páginas otimizados, com palavras chave e que sejam, mais uma vez, claros e objetivos.

5. Quebrar suas promessas

6

A quebra de promessas é um erro muito grave, pois proporciona ao usuário uma experiência negativa. Ela acontece quando o usuário clica em um link ou botão e é redirecionado a uma página estranha ou que não tenha a ver com o assunto do banner ou link clicado.

6. Distrações visuais

2

Podemos classificar como distração visual, aquilo que tira a atenção do usuário do foco principal, como pop-ups, slides que mudam sozinhos, banners animados, entre outras coisas. Eles são ruins, pois fazem como que o usuário demore para realizar a tarefa desejada e até o impede de realizar a tarefa.

Pop-ups e banners muito animados são invasivos, não passam confiança no site e muitas vezes dispensáveis. Ao fazer Slides no site, o indicado é colocar uma opção onde o usuário possa passar para o próximo banner assim que terminar de ler.

Tome cuidado também com as cores e seus contrastes, por exemplo, não use um banner laranja perto de um CTA laranja, dê destaque sempre ao que tem mais importância na dobra.

7. Falta de confiança

3

E por fim, a falta de confiança. Por mais que vivamos em um século com mais recursos tecnológicos como smartphones, tablets, óculos de realidade virtual e etc., ainda existem as pessoas não confiam na segurança dos sites.

Uma curiosidade interessante é que os usuários procuram por produtos que desejam comprar no mobile, mas só realizam a compra de fato no desktop.

Então, deve estar se perguntando “o que faço com relação a isso?” A resposta é simples: adquira selos de segurança para e-commerce e coloque em exposição a marcas de clientes relevantes ou parceiros importantes, visto que trazem mais credibilidade ao seu site e transmitem segurança ao visitante.

Para concluir, como foi dito no tópico “pedir muitas informações” lembre-se, todo site deve ser projetado pensando no usuário, com base nas suas necessidades e do produto ou serviço vendido no site. O que dá certo para a maioria pode não dar para alguns, mas esses são exceções. Por isso, pesquise bastante o sobre o público alvo do site e siga nossas recomendações.